segunda-feira, 9 de abril de 2012

Festividade do Santuário Hoozo: dia em que as luzes se acendem


Quando Cristo disse “Vós sois a Luz do mundo” ele se referia a todos nós, sem exceção. No dia 15 de abril, na 56a. Festividade do Santuário Hoozo, testemunharemos mais do que um show de fogos de artifício invisível, pois é o dia em que a morte deixa de existir, literalmente, e a Luz da Vida resplandece eternamente – ouça quem tiver ouvidos – de lá para cá e de cá para lá.


Somos feitos de Luz. O corpo é apenas a lamparina. Nossos antepassados continuam a brilhar. Como a Luz, temos a Natureza de emanar, sem parar. Pôr a Luz a interceder pelo bem do próximo é nossa razão de existir. “Colocar a luz embaixo do alqueire” é sofrimento na certa. Economizar o seu melhor, ou simplesmente ignorar essa verdade, é como tomar cápsulas suicidadas – vem depressão, falência financeira e morte moral. Comparecer à Festividade, por si só, é colocar-se no topo do mundo e lançar a quem ama um grito composto por uma iluminadora substância espiritual: TE AMO E TE REVERENCIO!
Sempre orientamos: preencha o maior número possível de Registros Espirituais (RE) e compareça à Festividade. E não se acanhe: preencha vários para a mesma pessoa ou família, se assim seu coração o disser. Como casal que diz “eu te amo” várias vezes em lua-de-mel, como mãe que não se cansa de repetir ao filho para que se agasalhe antes de sair – da mesma forma, cada RE é uma demonstração de amor única, que ao ser multiplicada envolve e salva. 


Não se vive por si mesmo, nem se morre para um velório ou enterro solitário. Nascemos para viver a Vida de Deus, e desencarnamos para mais perto Dele ficarmos. Por isso, se do parto em diante não pudemos ser sozinhos, que após a morte nossos antepassados não sejam apartados do amor de quem eles continuam a amar, e que por aqui permanecem.
Assim como a habitação é apenas o invólucro da família e o corpo é somente a morada da alma, o RE é um símbolo sagrado que nos liga aos antepassados. Um RE é um farol particular, que alcança a alma dos entes queridos imediatamente – e os faz sorrir. Faça Registros Espirituais e venha à Festividade! A luz não manda recados: ela está ou não está.

Ênio Maçaki Hara

3 comentários:

  1. muito obrigada por nos ensinar manifestar amor e gratidao aos nossos antepassados

    ResponderExcluir
  2. Valdenira Moreira Maciel15 de abril de 2012 10:17

    Após essa leitura,jurei pra mim mesma,que a partir do ano que vem,eu vou ir em todas as Festividades,reverenciar meus pais amados e meus antepassados.Só fui uma vez e me senti muito feliz!Muito obrigada,por tuas palavras.

    ResponderExcluir
  3. Valdenira Moreira Maciel15 de abril de 2012 10:34

    Após a leitura,jurei que a partir do ano que vem,eu irei em todas as festividades,para reverenciar meus pais amados e meus antepassados.Muito obrigada,por suas palavras!

    ResponderExcluir